Depois de Bashô (5)


Com o polegar
tapas a montanha
És um gigante

Sem comentários: