(...)


Há parte de uma verso de Tricky que diz: here we go again: e quase todos os dias de manhã ele vibra na minha cabeça. Preocupo-me, como é óbvio, com o uso do plural, pois estou num quarto sozinho e caminho na rua sozinho. Mas penso que o we, no meu caso, pode ser aplicado. É só pensar numa outra letra, desta vez dos De La Soul: It's just me myself and I.

Sem comentários: